home selena galeria site créditos

28 de jun de 2011

REVISTA TIME ENTREVISTA SELENA GOMEZ

 A revista Time, revista essa super respeitada, entrevistou esta semana Selena Gomez, leia a tradução abaixo:
Cordelia é uma das personagens que você interpreta em Monte Carlo, é uma provocação aos tablóides. Eles tem um grande interesse em você, especialmente depois que você começou a namorar Justin Bieber. Isso repreende você na maneira de viver?
Sim. Mas ao mesmo tempo eu tenho apenas 18 anos. Eu não quero ficar com medo ou me esconder porque tudo que minhas ações não podem ser levadas a sério.
Você pode me dar um exemplo de algo que você não pode fazer?
Eu tento nunca responder essa pergunta, porque sinto que não quero me privar de nada. Eu sei que não devo ir a certos lugares, mas não quero que isso me impeça.
Várias atrizes quando estão crescendo sentem uma pressão para se tornarem mais sensuais, você sente isso?
Eu nunca fui o tipo de pessoa que pensa nisso desse jeito. Eu tenho alguns fãs que estão entre 7 e os 15 anos. Agora que estou ficando mais velha – vou fazer 19 anos – é claro que estou me tornando uma mulher, mas não quero explorar esse meu lado, mas ao mesmo tempo eu tenho que ser honesta com meus fãs. Eu ainda me sinto desajeitada filmando de biquini, então realmente não acho que haverá alguma mudança drástica nesse lado.
Os meninos não sofrem com essa mesma pressão. Você acha que existe uma pressão maior para as mulheres?
Sim, mas eu sei bem como é. As vezes as fãs de cantores ou atores podem ser meio malucas. Eu era assim com Jesse McCartney e N’Sync. Já com meus fãs eu sei que poderia sair com eles para ou restaurante ou algo sem problemas. Eu adoro que não me sinto acuada perto deles.
Como você começou a namorar o Justin, o mundo do Twitter foi a loucura. É estranho ver as pessoas falando assim de você?
Sim e não. Metade dessas meninas não falariam isso na cara de alguém. Sou humana é claro que me machucou, mas ultimamente estou rindo disso tudo.
Justin, você, Demi e até mesmo Tom Cruise foram criados por suas mães. Você acha que isso influência, pois varias se tornaram famosos?
Eu não sei. Minha mãe não teve as melhores experiências com relacionamentos, então eu acho que faz com que eles façam de tudo pra se livrar das coisas ruins. Eles só querem o que é melhor para seus filhos.
Outra coisa é que vários famosos cresceram em famílias cristãs. Você acha que tem algo a ver?
Eu sou cristã e eu era deixava isso bem claro, até quando as pessoas começaram usar isso contra mim. Agora eu aprendi a guardar isso apra mim. Eu não acho que isso tenha a ver com seu trabalho ou como me exponho. Acho que misturaram demais as coisas.
Você está trabalhando em Os 13 Porquês, em uma personagem que comete suicídio, e depois manda 13 fitas para as pessoas que a machuram. Soa pessoal.
Seria muito bom poder sentar e conversar com todas as pessoas que me machucaram e contar quais foram os motivos. Eu tenho certeza que seria bom, e a minha personagem faz isso de uma maneira radical. Isso foi o que me chamou atenção – seria muito bom se todos pudessem sentar e conversar, mas não é fácil.
É verdade que você conseguiu mais de 1 milhão de reais para o UNICEF?
Não fui só eu. Foi uma campanha que fizemos, foi a ajuda de todos os meus fãs.
Você já foi ao Waverly Place?
Eu fui uma vez cerca de um ano atrás e almoçei lá. E queria poder ter filmado lá.
Obrigado SGBR pela tradução

Nenhum comentário:

Postar um comentário